segunda-feira, outubro 31, 2005

Dia Mundial da poupança.

Uma efeméride que assinala um pouco por todo o lado, a vontade que os senhores do capital têm de guardar o nosso dinheirinho, dinheirinho que afinal não permitem que o ganhemos honestamente e em quantidade justa.

Quando o endividamento das familias atinge patamares preocupantes, com a taxa de desempregados a aumentar diariamente, quando os bens de consumo imediato trocaram o escudo pelo euro, com uma desvalorização daquele, a raiar foros de escandalo, o que parece não preocupar ninguém, quando os lucros da banca e das grandes empresas atingem níveis inusitados, será mesquinha a preocupação pelo decréscimo da poupança das familias.

Caricata ainda, é a importação de costumes (dia/noite das bruxas) para este dia e que não passam de mais um incentivo da sociedade de consumo ao despesismo.

domingo, outubro 30, 2005

À vara larga 1

Esta é a primeira postagem, do que se pretende venha a ser um blog descomplexado, sem limites, nem grilhetas.